jan 19

Pegue os picolés e os sorvetes e curta esses filmes nesse fim de semana de tanto calor. Divirta-se!

 

Animação 
Persépolis (Persepolis), EUA/França, 2007. Dirigido por Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud, com vozes originais de Catheriine Deneuve e Chiara Mastroianni. Uma jovem iraniana que sonha ser vidente acompanha de perto a queda do Xá e de seu regime brutal. No entanto, ela acaba se revoltando contra as imposições fundamentalistas dos rebeldes, especialmente contra as mulheres.

Comédia 
Baby Love (Comme les Autres), França, 2008. Dirigido por Vincent Gareng, com Lambert Wilson, Pascal Elbé e Pilar López de Ayala. Emmanuel e Philippe formam um casal perfeito, até que o primeiro sugere a ideia de ser pai. Philippe a princípio não gosta da ideia, porém, para manter o relacionamento, aceita pedir a ajuda de Josefina, uma garota disposta a engravidar.

Comédia Dramática 
Pintar ou Fazer Amor (Peindre ou Faire l’Amour), França, 2005. Dirigido por Jean-Marie Larrieu e Arnaud Larrieu, com Daniel Auteuil e Amira Cassar. William e Madeleine são casados. Em uma de suas habituais caminhadas, Madeleine conhece Adam, um homem cego que lhe mostra uma casa à venda. O casal fica amigo de Adam e sua esposa, e um trágico evento faz com que deem abrigo aos novos amigos.

Drama 
Lily Sometimes (Pieds nus sur les Limaces), França, 2010. Dirigido por Fabienne Berthaud, com Diane Kruger e Ludivine Sagnier. A trama conta a história das irmãs Lily, é uma jovem exuberante e insaciável que mora no campo com a mãe, e Clara, é casada com um advogado de carreira promissora,  com personalidades bem diferentes voltam a conviver após a morte de um familiar. As duas irmãs se redescobrem e Clara, com a influência da irmã mais nova, encontra uma liberdade que há tempos havia perdido.

Guerra 
Amor e Ódio (La Rafle), França, 2010. Dirigigido por Rose Bosch, com Adèle Exarchopoulos e Jean Reno. Joseph tem 11 anos e, certa manhã de junho, ele deve ir à escola com uma estrela amarela costurada na roupa. Entre benevolência e desprezo, Jo e seus amigos, judeus como ele, suas famílias aprendem a viver na Paris ocupada pelos nazistas, no Butte Montmartre.

Policial 
O Ódio (La Haine), França, 1995. Dirigido por Mathieu Kassovitz, com Vincent Cassel e Hubert Koundé. A trama é sobre um dia na vida de três jovens delinquentes, um árabe, um judeu e um negro que moram em um conjunto habitacional pobre de Paris, mostra a que ponto pode chegar a discriminação racial de policiais hostis.

 

Policial 
Um Mergulho no Passado (A Bigger Splash), Itália/França, 2017. Dirigido por Luca Guadagnino, com Tilda Swinton, Matthias Schoenaerts e Ralph Fiennes. A estrela do rock Marianne Lane passa férias em uma ilha italiana na companhia de seu parceiro quando é surpreendida por Harry, um ex-caso que aporta no paraíso com a filha e desencadeia uma onda de nostalgia e perigosos jogos de sedução.

Suspense 
Uma Dama de Óculos Escuros com Uma Arma no Carro (La Dame dans l’Auto avec des Lunettes et un Fusil), Franç/Bélgica, 2015. Dirigido por Joann Sfar, com Freya Mavor e Benjamin Biolay. Certo dia, uma secretária rouba o carro de seu chefe para dar um passeio e visitar uma cidade litorânea. Ao chegar, mesmo jurando nunca ter estado lá, ela descobre que todos a conhecem, mas seu maior problema é quando um corpo aparece no porta-malas do carro e ela torna-se a principal suspeita de um assassinato do qual nada sabe.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , ,

jan 18

Este drama/romance é baseado no livro homônimo do escritor egípcio André Aciman, foi muito bem recebido pela crítica e pelo público, é sobre uma paixão entre dois homens, é bem dirigido, tem boa atuação do protagonista, boa atuação do coadjuvante, lindo cenário, boa trilha sonora, bela canção original e um bom roteiro, com bons diálogos. A direção é de Luca Guadagnino (Um Mergulho no Passado), com Timothée Chalamet, Armie Hammer, Michael Stuhlbarg, Amira Casar e Esther Garrel.

O sensível e único filho da família americana com ascendência italiana e francesa Perlman, Elio, está enfrentando outro verão preguiçoso na casa de seus pais na bela e lânguida paisagem do norte da Itália, em 1983. Mas tudo muda quando Oliver, um acadêmico que veio ajudar a pesquisa de seu pai, chega em sua casa.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , ,

jan 18

Esta comédia, sobre dois irmãos gêmeos e o verdadeiro pai, é divertida, tem bom elenco, mas um roteiro fraco. A direção é de Lawrence Sher (estreante), com Owen Wilson, Ed Helms, Glenn Close, Christopher Walken, Ann McKenzie, Ving Rhames e JK Simmons.

Kyle e Peter Reynolds são irmãos, cuja mãe excêntrica os criou para acreditar que seu pai havia morrido quando eram jovens. Quando eles descobrem que isso é uma mentira, eles se juntam para encontrar seu pai real e acabam aprendendo mais sobre sua mãe do que eles provavelmente já quiseram saber.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , ,

jan 18

Este suspense/terror, que é o quarto longa da franquia, agora é focada na infância da protagonista, dá alguns bons sustos, mas o roteiro é fraco. A direção é de Adam Robitel (A Possessão de Deborah Logan), com Lin Shaye, Leigh Whannell, Angus Sampson, Kirk Acevedo e Javier Botet.

Situado anos antes dos eventos da primeira trama, agora a medium Elise volta à sua cidade natal, no Novo México, para lidar com os eventos assustadores que ocorrem com os moradores da sua antiga casa de infância. Para isso, ela terá que adentrar mais fundo nas suas memórias.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , ,

jan 18

A bela Jessica Chastain está na capa e no recheio da revista americana WSJ., que faz parte do The Wall Street Journal, última edição. A atriz, que é a protagonista do filme “A Grande Jogada”, fala como seu passado influencia suas escolhas: “Minha mãe era uma mãe solteira. Não sei quem é meu pai biológico, e cresci em uma casa que era, financeiramente, instável. Houve um ponto de virada na minha vida, onde vivíamos com alguém que não gostávamos muito, um namorado de minha mãe. E ele fez uma coisa: meu quarto estava bagunçado, ou o que quer que fosse, e ele pegou minhas roupas, eu dizia a ele para me devolver minhas coisas e ele me deu uma bofetada. Acabei chutando-o nos seus órgãos genitais e ele caiu no chão imediatamente. Era eu, minha irmã e meu irmão – lembro de olhar para o rosto de minha irmã, e ambas estávamos como: ‘Oh, meu Deus, o que acabei de fazer?’. E, então, corri para fora de casa. Mas sempre que olho para trás nesse momento é como soubesse que, ok, se algo acontecer comigo, sou capaz de lutar. Ele nunca aprontou comigo novamente. Se você permitir que um valentão intimide ou vitimize você, eles continuarão a fazê-lo. Os valentões são fracos, eles não seguem pessoas fortes.” Sobre como o produtor Harvey Weinstein se referiu sobre ela uma vez: “Ele realmente disse em público: ‘Se tivesse que entrar em um ringue de boxe com Muhammad Ali ou Jessica Chastain, escolheria Muhammad Ali’.” E sobre seu marido Gian Luca Passi de Preposulo: “Nunca quis me casar. Quando conheci meu marido, ele sabia que o casamento não era algo que me interessava. E então, quando nos conhecemos, a ideia do casamento mudou para mim. Há coisas que vale a pena celebrar – e ele vale a pena celebrar. Na verdade, amo estar casada. Nunca pensei que sim, mas este é um ser humano espetacular, e estou comemorando compartilhar minha vida com ele.”

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: , , ,

jan 18

Sandra Bullock Sarah Paulson foram flagradas no intervalo das filmagens no set de gravação do drama/ficção “Bird Box”, de Susanne Bier, na tarde da quarta-feira (17/1), em Los Angeles. No elenco tem ainda John Malkovich e Jacki Weaver. A trama é sobre uma mãe e seus dois filhos que estão entre um grupo de sobreviventes depois de uma invasão alienígena. O filme, que é uma produção da Netflix, não tem previsão de estreia.

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: , , , , , ,

jan 17

A bela Dakota Johnson está na capa e no recheio da revista americana Allure, na edição de fevereiro e já nas bancas. A atriz, de 28 anos, falou sobre o quê a franquia de “Cinquenta Tons de Cinza” lhe ensinou: “Fundamentalmente, estou livre e calorosa. Na minha essência, coração sangrento. Mas quando sua vida está exposta e quando o filme, que expõe sua vida, está expondo suas emoções e seu corpo, pode ser muito assustador. Ao longo dessa experiência inteira, aprendi que posso expor meu coração e minhas emoções e ainda posso me proteger. Ainda posso ser vulnerável e forte. É um refluxo constante e uma batalha tentando descobrir como fazer coexistir essas coisas dentro de mim. É disso que agradeço.” E sobre seu estreito relacionamento de trabalho com o aclamado diretor Luca Guadagnino, que a lançou em seu filme “Um Mergulho no Passado”, em 2015: “Falamos quase todos os dias. Está constantemente criando e pensando no que vamos fazer em seguida, como vamos desenvolver… qual é a próxima coisa que vamos tentar realizar?”

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: , , ,

jan 17

A estrela britânica Keira Knightley está na capa e no recheio da revista americana Variety, última edição. A atriz, de 32 anos, fala porquê não faz filmes atualmente: “Com a ascensão da Netflix e da Amazon, estamos vendo algumas personagens femininas fortes e histórias femininas nos serviços de streaming. Não conheço muitos filmes. Na verdade, não faço filmes atualmente porquê as personagens femininas, quase sempre, são estupradas. Sempre encontro algo desagradável na forma como as mulheres são retratadas, enquanto sempre encontrei personagens muito inspiradores que me foram oferecidos em peças históricas. Houve alguma melhoria. De repente, estou recebendo roteiros com mulheres atuais que não estupradas nas primeiras cinco páginas e não são simplesmente para ser a namorada ou esposa amorosa.” Sobre sua experiência com Harvey Weinstein: “Minha experiência com Harvey Weinstein  sempre foi muito profissional. Ele foi muito bom nos filmes que fizemos. Estava ciente de sua reputação de valentão. Ele era famoso por telefonar para as pessoas no meio da noite e gritar com elas. Ele não fez isso comigo e, certamente, nunca me pediu massagens ou algo assim. Não tinha noção de nenhuma denúncia ou violação ou agressão sexual contra ele. Pela primeira vez, as pessoas estão compartilhando suas histórias. As pessoas ficaram absolutamente aterrorizadas ao falarem sobre isso e tiveram medo de retaliação, então não acho que todos soubessem o que estava acontecendo.” E sobre encontrar a fama aos 18 anos em “Piratas do Caribe”: “Achei horrível. Não sou extrovertida, então encontrei esse nível de análise e esse nível de fama realmente difícil. Era uma idade em que você está se formando, você ainda não se formou, e você precisa cometer erros. É uma idade muito precária, particularmente para as mulheres. Você é, de certa forma, ainda uma criança. Foi traumático, mas configurou o resto da minha carreira. Então, olhando para trás, faria algo diferente? Não, não faria porquê agora sou incrivelmente sortuda, e minha carreira está em um lugar onde realmente gosto, e tenho um nível de fama muito menos intenso. Posso lidar com isso agora, e isso é ótimo. Mas, na época, não era tão bom, e levou muitos anos de terapia para descobrir.”

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: ,

jan 17

Autor: Némirovsky, Irène 
Editora: Leya Portugal
Ano da edição: 2015
Assunto: Literatura Internacional – Romance

Sinopse: 
Suíte Francesa é, ao mesmo tempo, um brilhante romance sobre a guerra e um documento histórico extraordinário. Uma evocação inigualável do êxodo de Paris após a invasão além de 1940 e da vida sob a ocupação nazista, escrito pela ilustre romancista francesa Irène Némirovsky, ao mesmo tempo que os acontecimentos  se desenrolavam à sua volta. Embora tenha concebido o livro como uma obra em cinco partes (com base na estrutura da Quinta Sinfonia de Beethoven), Irène Némirovsky só conseguiu escrever as duas primeiras partes, Tempestade em Junho e Dolce, antes de ser presa, em julho de 1942. Morreu em Auschiwitz no mês seguinte. O manuscrito foi salvo por sua filha Denise; foi apenas décadas depois de Denise descobrir que o que tinha imaginado ser o diário da mãe era, na verdade, uma inestimável obra de arte, que viria a ser aclamada pelos críticos europeus como uma Guerra e Paz da Segunda Guerra Mundial. Romance assombroso, intimista, implacável, desvelando com uma lucidez extraordinária a alma de cada francês durante a ocupação – enriquecido e completado pelas notas e pela correspondência de Irène Némirovskky -, Suíte Francesa ressuscita, numa escrita brilhante e intuitiva, um momento decisivo e marcante da nossa memória coletiva.

Fonte: Saraiva.com
Importante: A adaptação para o cinema foi lançada em 2014 e dirigida por Saul Dibb, com Michelle Williams e Kristin Scott Thomas nos papéis principais.

Escrito por marcia
Tags: , , , , ,

jan 17

Robert De Niro foi flagrado, atuando, no set de filmagem da biografia/policial “The Irishman”, de Martin Scorsese, na segunda-feira (15/1), em Nova York. No elenco tem ainda Al Pacino, Joe Pesci, Jesse Plemons, Anna Paquin e Bobby Cannavael. A trama é sobre um assassino da máfia que lembra seu possível envolvimento no assassinato de Jimmy Hoffa. O filme deve estrar nos Estados Unidos ainda em 2018.

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , ,