jun 05

Autor: Imaginago 
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 160
1a Edição: 2018
Assunto: Artes e Fotografia – Cinema – Animação

Sinopse: 
Neste livro, escrito pelo youtuber e fã incondicional da Disney – o Imaginago -, você vai descobrir reflexões inéditas sobre alguns dos filmes mais emocionantes de todos os tempos.
Por que será que a maioria dos personagens são órfãos? Quais são as mensagens por trás das produções? Confira a explicação, em detalhes, acerca das lições aprendidas a partir de cada uma das animações, e que as múltiplas gerações de fãs da Disney carregam em seu coração – desde o clássico Branca de Neve até o novíssimo Moana.
Se você nunca parou para pensar a respeito, ou sempre desconfiou que havia algo além das belas imagens e canções nos filmes, saiba que você estava certo. Agora, vamos juntos, filme por filme, descobrir e entender como essa gigante do entretenimento tem a capacidade de nos encantar dos seis aos sessenta anos – e além.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , ,

abr 17

Autor: Ranciere, Jacques 
Tradutor: Kasper, Christian Pierre
Editora: Papirus
Páginas: 192
1a Edição: 2013
Assunto: Artes e Fotografia – Cinema

Sinopse: 
Uma menina e seu assassino diante de uma vitrine, uma silhueta negra descendo uma escadaria, a saia rasgada de uma camponesa, uma mulher que se arrisca diante do perigo; essas imagens – que têm a assinatura de Lang ou Murnau, Eisenstein ou Rossellini – são ícones do cinema e camuflam seus paradoxos. Uma arte é sempre também uma ideia e um sonho de arte. A filosofia já havia concebido a identidade da vontade artística e do olhar impassível das coisas, e o romance e o teatro o haviam tentado à sua maneira. Contudo, o cinema só corresponde a essa expectativa ao preço de contradizê-la. Nos anos 1920, ele era visto como a nova linguagem das ideias tornadas sensíveis, a qual revogava a velha arte das histórias e dos personagens. Mas o cinema iria também restaurar as intrigas, os tipos e os gêneros que a literatura e a pintura tinham estilhaçado. Jacques Rancière analisa as formas desse conflito entre duas poéticas que é a alma do cinema. Entre o sonho de Jean Epstein e a enciclopédia desencantada de Jean-Luc Godard, entre o adeus a teatro e o encontro com a televisão, seguindo James Stewart no Oeste ou Gilles Deleuze no país dos conceitos, ele mostra como a fábula cinematográfica é sempre uma fábula contrariada. Assim também ela atenua as fronteiras do documento e da ficção. Sonho do século XIX, ela nos conta a história do século XX.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , , ,

dez 19

Autor: Lange, Henrik
Autor: Wengelewski, Thomas 
Editora: Galera Record
Páginas: 208
1a Edição: 2011
Assunto: HGs

Sinopse: 
Sim, cinema é a maior diversão. Mas há tantas produções interessantes e tão pouco tempo para assisti-las. Clássicos em preto e branco, como Cidadão Kane Psicose, ou versões em tecnicolor como Delicatessen A Era do Rádio. Filmes de ação, como Exterminador do Futuro; de guerra, como Platoon; de terror, como O Iluminado; e comédias, como Ghostbusters. Poucas horas de escapismo e entretenimento, algumas vezes de reflexão, capazes de alimentar discussões filosóficas entre amigos. Mas para quem não conseguiu ver o mais os mais emblemáticos longas das últimas décadas, chegou 99 filmes clássicos para apressadinhos. Nada substitui o original, mas o livro ajuda (e muito!) a colocar a cinemateca em dia. Seguindo a fórmula do consagrado 90 livros para apressadinhos, com o mesmo traço de Henrik Lange e o texto cáustico de Thomas Wengelewski, páginas e mais páginas de roteiro se transformam em três quadrinhos. Sem perder a essência e de quebra, em alguns casos, com uma visão crítica que nos faz refletir. O livro segue a linha de “menos é mais” e condensa, em poucas horas de divertida leitura, algumas das mais importantes produções a iluminarem a tela grande. Os maiores clássicos do cinema mundial, desde a época do cinema mudo estão aqui, prontos para o massacre. O Sétimo Selo, …E O Vento Levou, Dirty Dancing – Ritmo Quente, Tubarão, Bagdá Café, Rocky, Imensidão Azul, Juventude Transviada, Taxi Driver, Star Wars Matrix são apenas alguns dos clássicos das salas escuras que Henrik Lange disseca com seu estilo curto e grosso – e muito bem-humorado. Quem já viu os filmes vai adorar. Quem não viu vai ter um aperitivo. Quem tem pressa pode colocar a cinemateca em dia. Estudantes de cinema podem usar como cola… Na verdade uma crítica bem-humorada e implacável da cultura e implacável da cultura e contracultura, 99 filmes clássicos para apressadinhos tem todas essas e muitas outras utilidades, mas a sua maior função é fazer rir. Ótimo para apressadinhos ou para qualquer um que goste de livros e filmes.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , , ,

ago 15

Autor: Lopes, Paulo Silva 
Editora: Age Editora
1a Edição: 2005
Páginas: 276
Assunto: Artes e Fotografia – Cinema

Sinopse: 
‘A leitura deste livro permite ver não um ou dois ou dez, mas centenas de grandes e inesquecíveis filmes. Meu conselho é o seguinte: boa poltrona, uma música de fundo (trilha sonora, de preferência) e bom divertimento. Seu prazer será cinematográfico.’ – Marco Antonio Bezerra de Campos.

Fonte: Saraiva.com

Escrito por marcia
Tags: , ,

ago 01

DOS IRMÃOS LUMIÈRE AO SÉCULO 21 EM 200 PÁGINAS!
Autor: Sabadin, Celso 
Editora: Valentina
1a Edição: 2018
Assunto: Artes e Fotografia – História da Arte e Fotografia

Sinopse: 
A palavra pressa é o particípio passado, em latim, do verbo premere (apertar). Assim, pode-se dizer que A História do Cinema Para Quem Tem Pressa se propõe a contar uma das maiores sagas do século XX (e deste início do XXI) para quem precisa apertar o passo ou está apertado de tempo. E quem não está? Em 200 páginas, contextualizado com cada momento histórico, e escrito em linguagem clara e acessível, Sabadin traça um panorama do cinema – linguagem que há mais de um século revoluciona nossa maneira de ver a vida -, desde a época em que seus inventores nem sabiam direito o que fazer com ele, até os dias de hoje, quando movimenta bilhões de dólares pelos cinco continentes. A obra passeia com desenvoltura pelos principais “ismos” cinematográficos do mundo – Impressionismo, Expressionismo, Surrealismo, Realismo, Neorrealismo etc. -, ao mesmo tempo que conta como nasceu Hollywood, o que aconteceu quando os filmes começaram a falar, por que os alemães inventaram o filme de terror, por que os detetives do cinema usam capa e chapéu, como as duas Guerras Mundiais mudaram os filmes, por que o cinema francês é tão papo-cabeça, como a chegada da televisão mudou tudo, o que afinal é um blockbuster, onde entra o Brasil nessa história toda, e muitos outros temas e curiosidades sobre a chamada Sétima Arte. Só não explica que loucura é essa que nos faz tão apaixonados pela telona e pelo escurinho. Para isso, seria necessário outro livro. Aí sim, sem pressa.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , ,

jul 25

Autor: Schickel, Richard 
Tradutor: Siqueira, Jose Rubens
Editora: Cosac Naify
Páginas: 528
1a Edição: 2011
Assunto: Cinema

Sinopse: 
No livro, Martin Scorsese fala sobre filmes como “Taxi Driver”, “Touro Indomável”, “Os Infiltrados” e “Ilha do Medo”, sobre narrativa, filmagem e direção, atores, música e montagem. A amizade com o autor Richard Schickel, faz com que surja das conversas reflexões sobre medos, obsessões e fracassos. Na obra, Scorseses relembra sua infância em Little Italy, a convivência com os pais e com mafiosos; fala sobre seus questionamentos religiosos; mostra a angústia e atribulações que enfrentou na realização de “Gangues de Nova York” e “Ilha do Medo” e apresenta informações sobre suas produções, confessando o quanto há de autobiográfico em seus filmes.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , , ,

jul 18

Autor: Castilho, Aurea 
Editora: QualityMark
Páginas: 156
1a Edição: 2003
Assunto: Autoajuda – Motivacional

Sinopse: 
Através da proposição de filmes e sugestões de análise, a obra propõe um estudo direcionado das percepções humanas com relação às situações mostradas pelo cinema. Agregar valor através da experiência e dos olhares diferenciados de cada um de nós é a proposta desse livro. e nada melhor do que refletir e aprender se divertindo com astros e estrelas do cinema mundial em filmes como Spartacus, Central do Brasil, Sonhos, Maré Vermelha, Doze Homens e Uma Sentença, dentre outros.

Fonte: Amazon

Escrito por marcia
Tags: , ,

jul 11

Autor: Marland, John 
Autor: Edgar-Hunt, Robert 
Editora: Bookman Companhia Ed
Páginas: 192
1a Edição: 2013
Assunto: Artes e Fotografias – Cinema

Sinopse: 
Fundamentos de Cinema: A Linguagem do Cinema explora os meios pelos quais o cinema comunica sentido para o seu público, ajudando o leitor a fazer a transição de um consumidor de filmes para um profissional que utiliza ativamente a linguagem do cinema. A obra analisa as histórias que os filmes contam, os sistemas de sinais que empregam, os contextos interpretativos em que o espectador é convidado a inseri-los e todos os elementos estéticos que contribuem para a imagem cinematográfica. Ao final de cada capítulo, são apresentados estudos de caso em que conceitos-chave são vistos dentro do contexto de um filme específico, ou de uma cena específica. Com ideias complexas apresentadas de maneira clara e direta, este livro possibilita  ao leitor aplicar essas ideias às suas próprias análises ou produções cinematográficas.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , , ,

jun 20

CONHECENDO OS TRANSTORNOS MENTAIS ATRAVÉS DOS FILMES
Autor: Landeira-Fernandez, J. 
Autor: Cheniaux, Elie 
Editora: Artmed
Páginas: 288
1a Edição: 2010
Assunto: Medicina e Psiquiatria

Sinopse: 
Neste livro surpreendente, os autores se propuseram a uma tarefa pioneira: usar personagens de filmes clássicos e modernos para auxiliar o leitor a compreender os mecanismos dos transtornos mentais, criando uma obra de interesse não apenas aos estudantes de saúde mental, mas a todos aqueles apaixonados por cinema.

Fonte: Livraria Florence

Escrito por marcia
Tags: , , ,

maio 30

Autor: Ciment, Michel 
Tradutor: Ribeiro, Eloisa Araujo
Colaborador: Scorsese, Martin
Editora: Ubu Editora
Páginas: 368
1a Edição: 2017
Assunto: Artes e Fotografia – Cinema

Sinopse: 
Recluso, rigoroso e genial, Stanley Kubrick realizou obras-primas do cinema nos mais diferentes gêneros. Neste livro, fartamente ilustrado com cenas e fotos de bastidores, o grande crítico francês Michel Ciment traça o mais completo compêndio crítico da obra de Kubrick, reunindo textos analíticos, entrevistas e depoimentos do próprio diretor e de seus colaboradores. Aqui, Ciment evidencia como filmes aparentemente tão díspares quanto 2001: Uma Odisseia no Espaço O Iluminado, ou Lolita Laranja Mecânica, revelam não só a potência criativa do cineasta, mas também sua coerência estética e filosófica. O resultado é um mergulho saboroso em cada um desses filmes que marcaram o cinema mundial: dos bastidores da concepção até sua realização e distribuição. É nessa mistura entre o trabalho intelectual e a exuberância imagética que Ciment revela toda a poética de Stanley Kubrick. Os treze filmes do diretor, produzidos ao longo de quase meio século, transgrediram todos os limites entre gêneros e estilos estabelecidos até então. (…)

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , , , ,