dez 14

ENSAIO SOBRE CINEMA MODERNO
Autor: Zizek, Slavoj 
Editora: Boitempo
1a Edição: 2009
Assunto: Artes e Fotografia – Cinema

Sinopse:
‘Lacrimae Rerum’ reúne um conjunto de ensaios do autor sobre o cinema moderno, propondo um estudo sobre as motivações de diretores como – Krzysztof Kieslowski, Alfred Hitchcock, Andrei Tarkovski e David Lynch. Zizek mostra imagens, evidenciando como as histórias, mesmo que críticas, fornece um panorama da realidade.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , ,

dez 07

ENSAIO DE ANTROPOLOGIA SOCIOLÓGICA
Autor: Morin, Edgar 
Tradutor: Loprete, Luciano
Editora: E Realizações
Páginas: 288
2a Edição: 2014
Assunto: Artes e Fotografia – Cinema – História do Cinema

Sinopse: 
A arte do cinema, a indústria do filme são apenas as partes que emergem à nossa consciência de um fenômeno que devemos tentar apreender na sua plenitude. Mas a parte imersa, essa evidência obscura, confunde-se com nossa própria substância humana, evidente e obscura, como o batimento nosso coração, as paixões da nossa alma. Com o cinema, entramos nas trevas de uma gruta artificial. Uma poeira luminosa é projetada e dança numa tela; os nossos olhares nela saciam; ela ganha corpo e vida; levando-nos numa aventura errante – atravessamos o tempo e o espaço, até o momento em que uma música solene dissolve as sombras na tela que fica novamente branca. Saímos e falamos das qualidades e defeitos de um filme. Interrogar o cinema, considerá-lo na sua totalidade humana, essa é a intenção da presente obra.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , , ,

nov 30

o-cinema-pensaUMA INTRODUÇÃO À FILOSOFIA ATRAVÉS DOS FILMES
Autor: Cabrera, Julio 
Editora: Rocco
Páginas: 400
1a Edição: 2006
Assunto: Artes e Fotografias – Cinema

Sinopse: 
Para Julio Cabrera, grandes diretores de cinema como Ingmar Bergman, Alan Resnais, Stanley Kubrick ou mesmo Steven Spielberg não são apenas cineastas, são filósofos. No livro ‘O Cinema Pensa’, o autor defende sua teoria de que os filmes, mais do que experiências estéticas ou produtos de lazer para as massas, são conceitos-imagem, ferramentas poderosas para a exposição e a discussão de questões caras à humanidade. Seguindo esse raciocínio, Cabrera discute Ramon Polanski com base em Santo Tomás de Aquino, compara Michelangelo Antonioni a Descartes, analisa Wim Wenders sob a ótica de Hegel e estabelece um paralelo entre Nietzsche e Oliver Stone, por exemplo. Cada capítulo tudo livro é dedicado a um tema, analisado sob o ponto de vista de um grande filósofo e de três ou quatro filmes consagrados.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , ,

nov 23

hitchcocktruffautENTREVISTAS
Autor: Truffaut, François 
Tradutor: D’Aguiar, Rosa Freire
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 368
1a Edição: 2004
Assunto: Artes e Fotografias – Cinema

Sinopse: 
Durante as décadas de 1950 e 1960, quando François Truffaut idealizou e realizou a série de entrevistas que resultariam neste livro, Alfred Hitchcock (1899-1980) era visto – sobretudo nos Estados Unidos – como um cineasta mediano e comercial. No entanto, para Truffaut, Hitchcock estava entre os maiores cineastas de todos os tempos, ao lado de nomes como Jean Renoir, Federico Fellini, Ingmar Bergman e Luis Buñuel. Com o objetivo de modificar a opinião dos críticos americanos – e com o imperioso desejo de ‘consultar o Oráculo’ -, Truffaut propôs ao diretor inglês que respondesse perguntas sobre sua obra e carreira. Nessa extensa conversa, Hitchcock comenta detalhadamente sua produção, desde os primeiros os filmes mudos feitos na Inglaterra até os coloridos e sonoros de Hollywood, falando sobre a concepção de cada obra, a elaboração do roteiro, as circunstâncias, as inovações e os problemas técnicos, a relação com os atores.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , , ,

out 12

a-maleta-de-criaturasA MAGIA DO FILME ANIMAIS FANTÁSTICOS
Autor: Salisbury, Mark 
Tradutor: Kroll, Guilherme
Editora: Harper Collins BR
Páginas: 192
1a Edição: 2016
Assunto: Artes e Fotografia – Cinema

Sinopse: 
Sente-se na primeira fila e experimente a magia do cinema que trouxe o roteiro de Animais Fantásticos e Onde Habitam, escrito por J.K. Rowling, para as telas. Explore o reino das fantásticas criaturas que rondam o mundo dos bruxos e descubra o mágico elenco de personagens que está em busca delas! MinaLima, o escritório de design responsável pela criação dos objetos cênicos impressos, como jornais e pôsteres dos filmes da série Harry Potter, assim como de Animais Fantásticos e Onde Habitam, traz agora “A Maleta de Criaturas”, uma experiência encantadora e interativa, com segredo das filmagens, fotografias e artes do filme, além de histórias dos bastidores contadas diretamente pela equipe e pelo elenco. Mostrando reproduções dos objetos e impressos usados no filme, além de alguns efeitos mais que especiais, esta edição de colecionador oferece uma visão única sobre o talentoso grupo que criou a magia do filme.

Fonte: Livraria Cultura
Importante: O filme, que será lançado no Brasil em 17 de novembro, foi dirigido por David Yates, com Eddie Redmayne no papel principal.

Escrito por marcia
Tags: , , , ,

set 21

o-cinema-pensaAutor: Cabrera, Julio 
Editora: Rocco
Páginas: 400
1a Edição: 2006
Assunto: Cinema

Sinopse: 
Para Julio Cabrera, grandes diretores de cinema como Ingmar Bergmar, Alain Resnais, Stanley Kubrick ou mesmo Steven Spielberg não são apenas cineastas, são filósofos. No livro ‘O Cinema Pensa’, o autor defende sua teoria de que os filmes, mais do que experiências estéticas ou produtos de lazer para as massas, são conceitos-imagem, ferramentas poderosas para a exposição e a discussão de questões caras à humanidade. Seguindo esse raciocínio, Cabrera discute Roman Polanski com base em Santo Tomás de Aquino, compara Michelangelo Antonioni a Descartes, analisa Wim Wenders sob a ótica de Hegel e estabelece um paralelo entre Nietzsche e Oliver Stone, por exemplo. Cada capítulo do livro é dedicado a um tema, analisado sob o ponto de vista de um grande filósofo e de três ou quatro filmes consagrados.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , ,

set 14

donnie-darko-livroAutor: Kelly, Richard 
Tradutor: Tibau, Antonio
Editora: Darkside Books
Páginas: 240
1a Edição: 2016
Assunto: Artes e Fotografia – Cinema – Roteiros

Sinopse: 
Donnie Darko, o livro, apresenta na íntegra o roteiro original. A primeira materialização da história, sua chance de conhecer a visão original dessa intrigante obra-prima. A história de Donnie Darko é fácil de resumir – e talvez por isso mesmo ele tenha se transformado no filme preferido de tanta gente mundo afora: um adolescente problemático, com sintomas de esquizofrenia e sonambulismo, escapa da morte quando uma turbina de avião cai no seu quarto. Ele passa a ter visões com Frank, o humano numa estúpida roupa de coelho, ou seria o contrário? Além do roteiro original, Donnie Darko, o livro conta com prefácio exclusivo, assinado por Jake Gyllenhaal, o astro de sucessos como “Zodíaco” e “O Segredo de Brokeback Mountain”; uma robusta entrevista sobre todo o processo de criação, verdadeira aula sobre o amor ao cinema  e as armadilhas da indústria do entretenimento; e A Filosofia da Viagem do Tempo – isso mesmo, uma reprodução de trechos do livro escrito por Roberta Sparrow, a Vovó Morte do filme. É o livro que Donnie lê para tentar desvendar o que está acontecendo no mundo ao seu redor. Agora você tem a mesma oportunidade.

Fonte: Livraria Cultura
Importante: O filme “Donnie Darko” foi lançado em 2001 e dirigido por Richard Kelly, com Jake Gyllenhaal no papel principal.

Escrito por marcia
Tags: , , ,

set 07

100 Melhores Filmes BrasileirosAutor: Silva, Paulo Henrique 
Editora: Letramento
Páginas: 432
1a Edição: 2016
Assunto: Artes & Fotografias

Sinopse: 
De confecção luxuosa, em formato de livro de arte e fartamente ilustrada, a publicação reúne textos dos mais importantes críticos e estudiosos de cinema em atividade sobre os filmes que mais se destacaram na história de nossa cinematografia, sem distinção de período, gênero ou metragem. São 100 autores, entre associados da entidade criada em 2011 e convidados, que buscaram um viés ensaístico, resultando em análises que certamente se tornarão referência no estudo dos filmes selecionados, partindo de “Limite”, a mais antiga produção presente na lista, lançada em 1931. Entre os que têm suas obras analisadas no livro estão Glauber Rocha, Leon Hirszman, Nelson Pereira dos Santos, Eduardo Coutinho, Paulo Cezar Saraceni, Rogério Sganzerla, Anselmo Duarte, Joaquim Pedro de Andrade, Luiz Sergio Person e Carlos Reichenbach, nomes das mais importantes fases do cinema nacional. Os 100 selecionados também incluem produções recentes, como “Cidade de Deus”, “Central do Brasil”, “Que Horas Ela Volta?”, “Tropa de Elite”, “O Céu de Suely”, “Bicho de Sete Cabeças”, “Carandiru”, “Cinema, Aspirina e Urubus”, “Tatuagem”, “Amarelo Manga” e “O Palhaço”. A escolha dos filmes teve como base uma votação promovida pela Abbracine no ano passado, com 100 associados e convidados de todo o Brasil, divulgada em novembro. É a primeira vez que uma publicação reúne, nessa seleção, curtas-metragens, representados por obras como “Di” e “Ilhas das Flores”.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , ,

ago 24

Meu último suspiroAutor: Buñuel, Luis 
Tradutor: Telles, André
Editora: Cosac Naify
Páginas: 376
1a Edição: 2009
Assunto: Biografias – Cinema

Sinopse: 
Luis Buñuel definiu ‘Meu Último Suspiro’ como um livro ‘semibiográfico’. Por não se considerar ‘um homem da escrita’, chamou seu colaborador em filmes, Jean-Claude Carière, para auxiliá-lo neste roteiro que retrata a origem, os erros e acertos, as dúvidas e certezas do cineasta que levou o surrealismo, em parceria com nomes como Salvador Dalí e García Lorca.

Fonte: Livraria Cultura

Escrito por marcia
Tags: , , ,

ago 10

A Palavra NáufragaAutor: Filho, Antonio Gonçalves 
Editora: Cosac Naify
Páginas: 373
2a Edição: 2002
Assunto: Artes e Fotografia – Cinema

Sinopse: 
Em “a palavra náufraga”, o autor Antonio Gonçalves Filho revela uma boa parte do intenso trabalho que o destacou no jornalismo: insaciável devorador de livros e filmes, assíduo frequentador de peças e exposições, ele manteve sua sensibilidade aguçada e seu olhar lúcido numa fecunda atividade de crítico de cultura, mesmo quando obrigado a seguir o ritmo implacável das edições diárias, em artigos escritos na urgência das redações. Ao longo de quase duas décadas de exercício profissional, Antonio Gonçalves Filho foi compondo secretamente um diário crítico, balanceando informação e interpretação. Tendo encontrado o perfeito equilíbrio entre profissionalismo e subjetividade, o repórter/crítico engaja seus sentimentos nas missões de cobertura que lhe são destinadas, logrando transformar suas preferências pessoais em mensagens subversivas da velha ‘objetividade jornalística’, que só acostuma refletir imagens estereotipadas do homem e do mundo. Deste diário crítico, que engloba todas as artes, “A Palavra Náufraga” reúne as crônicas que o autor escreveu sobre o cinema de sua predileção, e no qual se destacam os nomes de Dreyer, Visconti, Fellini, Pasolini, Altman, Bresson, Godard, Demy, Paradjanov, Tarkovski, Fassbinder, Jarman, Greenaway, Cohen…

Fonte: Livraria Saraiva

Escrito por marcia
Tags: , ,