nov 14

Pegue as guloseimas e curta estes filmes de grandes diretores que escolhi para o fim de semana. Divirta-se!

 

Comédia/Musical
Primavera Para Hitler (The Producers), EUA, 1968. Dirigido por Mel Brooks, com Zero Mostel e Gene Wilder. Max Bialystock é um produtor teatral em uma maré de azar, que namora mulheres idosas ricas para conseguir dinheiro para financiar suas peças. Contudo, Max acredita ter descoberto uma grande jogada quando conhece Leo Bloom, um contador que expõe a tese que um fracasso pode ser mais lucrativo do que um sucesso.

 

Drama
Gritos e Sussurros (Viskningar Och Rop), Suécia, 1972. Dirigido por Ingmar Bergman, com Liv Ullmann e Ingrid Thulin. Em uma casa de campo, uma mulher está bastante enferma e recebe cuidado de duas irmãs e de uma empregada da família, que precocemente perdeu sua filha e, por isso, extravasa seu amor de mãe dando o maior carinho possível àquela moça tão debilitada.

 

Drama Romântico
A Mulher Sob Influência (A Woman Under The Influence), EUA, 1974. Dirigido por John Cassavetes, com Gena Rowlands e Peter Falk. Nick Longhetti está sobrecarregado, devido ao seu trabalho em um estaleiro. Sua esposa Mabel passa por uma fase difícil, vivendo em constante desequilíbrio emocional, o que a leva à depressão. Quando os filhos começam a serem afetados pelo estado de Mabel, Nick é obrigado a interná-la. Só que isso faz com que ele tenha também que assumir o controle de sua casa.

 

Faroeste
Onde Começa o Inferno (Rio Bravo), EUA, 1959. Dirigido por Howard Hawks, com John Wayne e Dean Martin. John T. Chance é o xerife de uma cidade pequena que tenta manter um preso dentro da cadeia, com a ajuda de dois companheiros, um bêbado e um idoso aleijado. O problema é que o preso é irmão de um poderoso rancheiro, que vai fazer de tudo para soltar o irmão, inclusive matar quem estiver no seu caminho.

 

Guerra
Salvador – O Martírio de Um Povo (Salvador), EUA, 1986. Dirigido por Oliver Stone, com James Woods e James Belushi. Richard Boyle, um jornalista desacreditado profissionalmente e com sérios problemas financeiros, viaja como correspondente estrangeiro para El Salvador em companhia de um amigo. Lá, ambos descobrem um país em plena guerra civil, onde os direitos humanos não são respeitados e crianças , mulheres e clérigos são assassinados sem a menor cerimônia com total impunidade.

 

Histórico
Sedução da Carne (Senso), Itália, 1954. Dirigido por Luchino Visconti, com Rod Taylor e Alida Valli. Veneza, 1866. O movimento pela unificação da Itália está prestes a iniciar a guerra pela libertação da região, então ocupada pela Áustria. A Condessa Livia Serpieri, prima do Marquês Ussoni, um dos líderes da resistência, é seduzida e apaixona-se perdidamente pelo tenente austríaco Franz Mahler. Pelo relacionamento, ela passa por cima de casamento, família, honra e pátria.

 

Policial
O Demônio da Argélia (Pépé le Moko), França, 1937. Dirigido por Julien Duvivier, com Jean Gabin e Mireille Balin. Nos anos 1930, na Argélia, o famoso criminoso francês Pépé, que está foragido da polícia. Depois de ter de ir embora de Paris, ele vive em Casbah, a parte árabe de Argel, e por lá se tornou um manda chuva. Só que, mesmo cheio de poderes na cidade, ele sente falta da capital francesa, e quando conhece a bela turista francesa, Gaby, sua vontade de retornar à terra natal aumenta. Pois la é a personificação de seu desejo.

 

Romance
Zabriskie Point, EUA, 197o. Dirigido por Michelangelo Antoniono, com Rod Taylor e Daria Halprin. A pulsante contracultura norte-americana da década de 1960, a partir do relacionamento de Daria e Mark, que se conhecem no deserto. Ela é uma estudante de antropologia, ele abandonou a sala de aula e é procurado pela polícia, suspeito de ter assassinado um policial em um protesto estudantil.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , ,


Deixe um comentário