maio 12

Relaxe com esses filmes na companhia de sua mãe. Tem para todos os gostos. Divirta-se! Feliz Dia das Mães!

 

Animação 
Minha Vida de Abobrinha (Ma Vie de Courgette), França/Suíça, 2016. Dirigido por Claude Barras, com vozes no original de Gaspard Schlater, Natacha Koutchoumov, entre outros. Abobrinha é um apelido intrigante para um garoto de 9 anos de idade e sua história única, apesar disto, é surpreendentemente universal. Após a morte repentina da mãe, Abobrinha torna-se amigo do policial Raimundo, que o acompanha até o seu lar adotivo repleto de outros órfãos de sua faixa etária. A princípio, Abobrinha luta para encontrar seu lugar nesse ambiente estranho e, por vezes, hostil. Assim, com a ajuda do policial e dos novos amigos, o menino aprende, aos poucos, a confiar e encontrar o amor verdadeiro.

Aventura 
A Bailarina (Ballerine), França/Canadá, 2016. Dirigido por Eric Summer e Eric Warrin, com vozes no original de Elle Fanning, Dane DeHaan, entre outros. Paris, 1869. Uma sonhadora garota órfã toma uma atitude arriscada para conseguir o que quer: foge para Paris para realizar o sonho de ser uma grande bailarina. Lá, ela decide se passar por outra pessoa e consegue uma vaga no Grand Opera, onde vai aprontar muito.

Comédia 
Qual é o Nome do Bebê? (Le Prénom), Bélgica/França, 2012. Dirigido por Alexandre de La Patellière e Matthieu Delaporte, com Patrick Bruel e Charles Berling. Vincent tem 40 anos e está prestes a se tornar pai. Ele é convidado para jantar na casa de sua irmã Elisabeth e de Pierre, seu cunhado, e lá encontra Claude, um amigo de infância. Vincent aguarda sua sempre atrasada esposa, Anna, chegar. A ausência da futura mamãe parece a situação ideal para que os três bombardeiem Vincent com perguntas e piadas sobre sua futura paternidade. Mas quando lhe perguntam sobre a escolha de um nome para o bebê, sua resposta semeia discórdia entre o grupo, transformando um simples jantar em um verdadeiro caos.

Comédia Dramática 
Um Homem Chamado Ove (En Man Som Heter Ove), Suécia, 2015. Dirigido Hannes Holm, com Rolf Lassgard e Bahar Pars. Ove é um senhor mal-humorado de 59 anos de idade que leva uma vida totalmente amargurada. Aposentado, ele divide entre sua rotina monótona e as visitas que faz ao túmulo de sua falecida esposa. Mas, quando ele finalmente se entregou às tendências suicidas e desistiu de viver, novos vizinhos se mudam para a casa de frente, e uma amizade inesperada irá surgir.

Drama Dinamarquês 
Daisy Diamond, Dinamarca, 2007. Dirigido por Simon Staho, com Noomi Rapace e Thure Lindhardt. A jovem e bela Anna tem um grande sonho: ser uma atriz famosa. Sem medir esforços para que isso aconteça, ela deixa seu país de origem, Suécia, para tentar a sorte na Dinamarca. Mas duas coisas dificultam que seus planos tenham continuidade: seu forte sotaque sueco e sua filha, ainda bebê, que necessita de cuidados. Em desespero, um ato de Anna pode por sua vida e de sua filha em risco.

Drama Finlandês 
Lágrimas de Abril (Käsky), Finlândia, 2008. Dirigido por Aku Louhimies, com Pihla Viitala e Samuli Vauramo. Guerra Civil Finlandesa, abril de 1918. Os brancos vitoriosos caçam os guardas vermelhos remanescentes. Cerca de 2.000 mulheres lutaram entre os soldados vermelhos, entre elas Miina Malin, comandante do esquadrão feminino. Após escapar do fuzilamento, Miina é recapturada por Aaro Harjula, um soldado branco que acredita em justiça e dignidade. Contrariando as ordens de seu superior, Harjula decide levar Miina à corte marcial para ser julgada. Durante o trajeto, acontece algo que mudará o destino dos dois…

Guerra 
Os Campos Voltarão (Torneranno i Prati), Itália, 2014. Dirigido por Ermmano Olmi, com Claudio Santamaria e Adriana Benetti. Um grupo de soldados enfrenta uma série de dificuldades no front italiano, após os sangrentos combates em Altipiano, nordeste do país, em 1917, durante a Primeira Guerra Mundial. A história se passa durante uma noite, na qual os acontecimentos se sucedem sem um padrão definido: as calmas montanhas podem se tornar um lugar onde os homens morrem. Mas todas as histórias contadas são reais.

Suspense 
Irrepreensível (Irréprochable), França, 2016. Dirigido por Sébastien Marnier, com Marina Foïs e Joséphine Japy. Desde que foi demitida, a situação financeira de Constance é insustentável. Quando ela descobre que a agência imobiliária onde ela começou está contratando, ela não hesita em deixar tudo. Persuadida a recuperar seu emprego, sai de Paris e volta para sua cidade natal. Mas é Audrey, uma jovem de 20 anos, quem fica com o emprego em seu lugar. O mundo está desmoronando para Constance. A partir deste momento, ela terá apenas uma obsessão: aniquilar Audrey e recuperar seu emprego.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , ,


Deixe um comentário