fev 11

um-filmeO Cinema de Vanguarda dos Anos 60
Autor: José Lino Grünewald, Ruy Castro (org.)
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 288
Ano: 2001
Sinopse da Editora:
Selecionados e organizados por Ruy Castro, amigo e discípulo de José Lino Grünewald (1931-2000), os artigos de “Um filme é um filme” saíram na imprensa entre 1958 e 1970. Foram os anos mais agitados da história do cinema. Nunca tinha havido nada igual – e, até hoje, não houve de novo…Godard, Resnais, Truffaut: o charme da Nouvelle Vague. Fellini e o escândalo de “Dolce Vida”. Os “Tempos Mortos” de Antonioni. Cinema Novo: “Os Cafagestes” e “Deus e o Diabo na Terra do Sol”. Os Beatles explodem em “Os Reis do Iê-Iê-Iê”. Kubrick faz “2001 – Uma Odisséia no Espaço”. Ir ao cinema parecia tão essencial e urgente quanto viver. Eram os anos 60. Afinados com seu tempo revolucionário, jovens cineastas de diferentes partes do mundo viraram o cinema de cabeça para baixo, propondo uma linguagem que nenhuma outra forma de expressão pudesse reproduzir. Um filme era um filme – não poderia ser outra coisa.

Fonte: curtagora.com

Escrito por marcia
Tags: , , , ,


Deixe um comentário