out 26

Foram divulgados, na sexta-feira (24/10), os 11 longas e os 5 documentários que o júri da Mostra de São Paulo escolherá como o melhor ficção melhor documentário e receberão o Troféu Bandeira Paulista. O júri de ficção é formado por Mariana Rondón, diretora da Venezuela; Marianne Slot, produtora dinamarquesa; Murilo Salles, cineasta brasileiro; Emir Baigazin, cineasta cazaque; Mania Akbari, atriz/diretora iraniana, e o crítico/documentarista francês N.T. Binh. Já o júri de documentário é composto por Jerry Rudes, o curador franco/americano; Meinolf Zurhorst, crítico/documentarista alemão; Thom Andersen, cineasta/crítico/professor americano, e a Joana Mariani, produtora brasileira. A mostra se encerrará em 29 de outubro. Confira os finalistas:

MELHOR FICÇÃO
A Gangue, de Myroslav Slaboshpytskiy (Ucrânia)
A Ilha dos Milharais, de George Ovashvili (Georgia/Alemanha/França/Rep. Checa/Cazaquistão/Hungria)
A Pequena Morte, de Josh Lawson (Austrália)
Carmina e Amén, de Paco León Barrios (Espanha)
Encontros Com Um Jovem Poeta, de Rudy Barichello (Canadá)
Entre Mundos, de Zwischen Welten (Alemanha)
Fuga da Realidade, de Hirngespinter (Alemanha)
Hipóteses Para o Amor e a Verdfade, de Rodolfo Vázquez García (Brasil)
O Cuco e o Burro, de Andreas Arnsted (Alemanha)
O Último Trago, de Jack Zagha Kababie (México)
Tudo Que Amamos Profundamente, de Max Currie (Nova Zelândia)

DOCUMENTÁRIO
A Guerra das Patentes, de Hannah Leonie Prinzler (Alemanha)
Ballet Boys, de Kenneth Elvebakk (Noruega)
O Príncipe, de Mahmoud Behraznia (Irã)
Uma  Cadeira Para Um Anjo, de Raymond St.-Jean (Canadá/Finlândia)
Yorimatã, de Rafael Saar (Brasil)

Fonte: uol.com

Escrito por marcia
Tags: , ,


Deixe um comentário