fev 15

bobinefilmedvdimagens3A Produção de um Filme

1- Desenvolvimento Neste estágio embrionário, o maior interessado no projeto (geralmente o produtor) desenvolve a idéia com um ou mais roteiristas. Eles formatam a história até chegar a um script final. Esse passo também pode ser abreviado: os produtores podem gostar de um texto já pronto. Depois, uma distribuidora é contatada para avaliar o potencial do filme. Com os dados em mãos, os envolvidos preparam uma apresentação para os investidores em potencial (por exemplo estúdios de cinema). Nos EUA, essa última etapa é chamada de pitch. Quando alguém topa pagar as contas, a produção segue.
2- Pré-Produção Aqui é formada uma produtora, responsável por todos os detalhes da próxima etapa. tudo é decidido neste ponto: é feito um storyboard (uma espécie de “história em quadrinhos” do longametragem), com detalhes de câmera e tomadas. A equipe é contratada: diretor (se ele já não estivesse no projeto desde o começo), responsáveis por locação e seleção de elenco, diretor de fotografia etc. Cada um desses profissionais cuida dos detalhes de sua área. É preparada uma agenda de filmagem, especificando quando e onde cada cena será realizada.
3- Produção Depois ocorrem as filmagens propriamente ditas, já com os atores e locações selecionados. Normalmente, parte do filme é rodada dentro de um estúdio (as cenas de ambientes internos) e o resto pode ser captado em outros lugares. Pode haver, antes, um ensaio dos atores com o diretor (para detalhar as ações que o diretor espera de cada um). É comum, quando o filme é feito em película, que os negativos sejam revelados ao fim de cada dia.
4- Pós-Produção A peça principal aqui é o editor, que vai pegar as imagens feitas pelo diretor e montar o longametragem. Quando ele termina, a equipe de som faz a sua parte – mixando, sincronizando e finalizando o áudio (diálogos, efeitos, narração e trilha). Com a versão final pronta, o resultado é apresentado em sessões de teste com o público.
5- Vendas/Distribuição Caso um estúdio seja o investidor, o longametragem já tem dono. Se não for, a produção independente pode rodar os festivais para procurar alguém para distribuí-la. Acordos deste tipo no mundo do entretenimento variam (com uma empresa diferente para cada parte do mundo).
O caminho regular de um longa é assim: ele chega aos cinemas, depois é lançado em home vídeo (DVD,Blu Ray, download), vai para o pay-per-view, é exibido em um canal fechado premiun, passa em um canal fechado básico e, por último, chega à TV aberta.

Fonte: Revista Monet, ed. Globo

Escrito por marcia
Tags:


Deixe um comentário