out 14

O talentoso Benedict Cumberbatch está na capa e no recheio da revista norte-americana Out, edição de novembro e nas bancas a partir de 21 de outubro. O ator britânico, que estrelou “The Imitation Game”, fala como é ser homossexual e trabalhar em Hollywood: “Acho que se você vende a si mesmo como homem e leva à Hollywood dizer: ‘Sou gay’; infelizmente, ainda é um grande obstáculo. Nós todos sabemos que os atores que são [gays] que não querem falar sobre isso ou trazer a tona, ou que negam. realmente não sei o que fazer para lidar com isso. Movimentos de direitos humanos e movimentos de direitos sexuais e homossexuais fizeram enorme progresso social nos últimos 40 anos, sem dúvida, mas há muito mais trabalho a ser feito. Acho que é extraordinário que cada vez quer chegar a um ponto onde não há qualquer tipo de problema na sociedade, as pessoas estão muito como bode expiatório, muito, muito rapidamente”. E sobre a tolerância religiosa: “As pessoas estão sendo decapitadas em países agora por causas de suas crenças ou orientações sexuais. É aterrorizante. É medieval – uma decapitação! Pegaria em armas contra alguém que estivesse me dizendo que eu teria que acreditar no que eles acreditassem ou eles teriam que me matar. Gostaria de lutar contra eles. Gostaria de lutar contra eles até a morte. E, creio eu, quanto mais você envelhece, você tem que ter uma ideia do que é certo ou errado. Você não pode ter tolerância unilateral. Você tem que ter um ponto onde você vá. ‘Bem, o fundamentalismo é errado'”.

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: , , ,


Deixe um comentário