jul 07

A estrela Jodie Foster está na capa e no recheio da revista americana PorterEdit, última edição e já nas bancas. A atriz/diretora, de 55 anos, fala sobre os questionamentos femininos em relação ao #MeToo: “Não acho que há uma mulher, que eu conheça, que não olhe para trás quando tinha 15, 16, 17 ou 18 anos, que não coloque sua mão na cabeça e diga: ‘Por quê fiz isso? Por quê eu era assim? Por quê eu não era confiante? Por quê eu não disse não?'” E como ter uma mãe conhecedora da indústria cinematográfica pode tê-la protegido dos abusadores de Hollywood: “O caldeirão esquisito que me fez – trabalhando desde os três anos de idade, sustentando minha família quando tinha sete anos, mãe super forte, personalidade excessivamente confiante, celebridade jovem o suficiente para aprender a ser reservada… Acho que há um monte de razões para eu não ter o mesmo caminho de alguém que chegou a Hollywood aos 22 anos com dois centavos no bolso e só querer mais do que qualquer coisa ser ator; é apenas uma vida diferente.” Sobre celebrar o Pride Month: “Todo dia é dia de orgulho gay para mim.” E sobre como ela não queria que seus filhos soubessem que ela era famosa: “Não queria que eles soubessem sobre minha celebridade. Lembro-me de quando meu filho tinha cerca de quatro anos e ele achava que eu era uma operária da construção civil.”

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: ,


Deixe um comentário