jun 26

No filme francês “Intocáveis”, Philippe (vivido por François Cluzet) é um milionário tetraplégico que contrata um homem da periferia parisiense, Driss (vivido por Omar Sy), para ser seu cuidador, apesar de não estar preparado para o trabalho. Em uma das cenas, Driss leva Philippe a uma cafeteria e pede bolinho para acompanhar a bebida, mas nota que dentro dele a massa está mole e pede ao garçom para trocar, pois o cuidador não conhecia o petit gateau. Confira a receita desta delícia:

INGREDIENTES
Massa:
.150 gramas de chocolate meio amargo
.150 gramas de manteiga sem sal
.3 ovos
.1/2 xícara (chá) de açúcar
.2 colheres (sopa) de farinha de trigo

MODO DE PREPARO
Coloque em uma panelinha o chocolate e a manteiga para derreterem juntos em fogo baixo e reserve. Numa batedeira, ponha os ovos e o açúcar e bata até dobrar de tamanho. Adicione a farinha de trigo e a mistura do chocolate com a manteiga batendo a té misturar bem. Unte forminhas mais altas, próprias para o petit gateau, com manteiga e chocolate em pó. Ponha a massa nas forminhas, deixando um dedo para enchê-la da borda. Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus por exatamente 10 minutos. O tempo é imprescindível para o sucesso da receita. Para ter certeza que está no ponto, veja que as bordas estarão sequinhas, mas o centro mole. Retire do forno e passe uma faca em seu entorno e só depois disso vire a forminha em um pratinho de sobremesa. Sirva imediatamente acompanhado de sorvete de creme. Bon Appétit!

Fonte: Tastemade.com e Google

Escrito por marcia
Tags: , , ,

mar 09

Esta comédia dramática francesa emociona, tem pitadas de humor, ótima atuação do protagonista, bela fotografia e um bom roteiro que não escorrega para o melodrama. A direção é de Thomas Lilti (Hipócrates), com François Cluzet, Marianne Denicourt, Christophe Odent, Patrick Descamps, Guy Faucher e Margaux Fabre.

Dr. Jean-Pierre Werner trabalha há trinta anos como médico de família numa cidade do interior longe de qualquer centro de saúde. Quando descobre que tem uma grave doença, ele precisa urgentemente encontrar alguém para ficar no seu lugar. Mas como substituir alguém que se considera insubstituível?

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , ,

jun 23

Doce VenenoEsta comédia/drama/romance, um remake do homônimo de 1977, é divertida, tem atuações medianas dos protagonistas e um roteiro fraco. A direção é de Jean-François Richet (Inimigo Público No 1), com Vincent Cassel, François Cluzet, Lola Le Lann e Alice Isaaz.

A trama acompanha dois velhos amigos, Laurent e Antoine, que decidem viajar juntos, levando suas respectivas filhas, Marie e Louna, mas os dias de descanso são interrompidos por uma grande encrenca depois que a filha de Antoine se apaixona perdidamente por Laurent.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , ,

jan 16

Autor: Borgo, Phlippe Pozzo Di
Editora: Intrínseca
Página: 232
1a Edição: 2012

Sinopse:
“Ele é insuportável, vaidoso, orgulhoso, brutal, inconstante, humano. Sem ele, eu estaria morto por decomposição. Abdel  cuidou de mim sem cessar, como se eu fosse um bebê de colo. Atento ao menor sinal, presente em todas as minhas ausências, ele me liberou quando fiquei preso, me protegeu quando eu estava fraco. Ele me fez rir quando eu não aguentava mais. Ele é meu diabo guardião”. Philippe Pozzo Di Borgo

Philippe P. Di Borgo era um executivo de sucesso e herdeiro de duas tradicionais famílias francesas. Porém, em 1993, sua vida sofre uma reviravolta dramática quando, após um acidente de parapente, ele fica tetraplégico. Na mesma época, sua mulher, Béatrice, enfrenta uma doença terminal. Em meio à dor, Pozzo Di Borgo isola-se em sua luxuosa casa em Paris e passa a ter como acompanhante o argelino Abdel, genioso e desinibido com as mulheres – mas que, por trás de sua fachada temperamental, também sofre da solidão e da sensação de deslocamento. Entre o aristocrata e seu “diabo guardião”, surge uma inesperada camaradagem que transforma suas vidas. Abdel introduz em seu cotidiano a aventura e o imprevisível, e Pozzo Di Borgo descobre que, mesmo nas mais adversas das condições, é possível cultivar um intenso apetite pela vida, voltar a amar e ser amado.

Fonte: Livraria Leitura

Obs. A adaptação para o cinema foi feita em 2011, “Os Intocáveis” (Intouchables), dirigido por Olivier Nakache e Eric Toledano, com François Cluzet e Omar Sy.

 

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , ,

ago 31

Este comédia dramática foi um sucesso de bilheteria na França, tem um bom roteiro, boas atuações dos protagonistas e é um filme interessante. A direção é de Olivier Nakache e Eric Toledano (Tellement Prouches), com François Cluzet, Omar Sy, Anne Le Ny, Audrey Fleurot, Clotilde Mollet, Cyrill Mendy e Christian Ameri.

É a história Phillipe, um rico aristocrata, que após um acidente, contrata Driss, um jovem recém-saído da prisão para ser seu cuidador. Juntos, eles irão misturar Vivaldi e a banda “Earth, Windi and Fire”, dicção elegante e jazz de rua, ternos e calças de moletom. Dois mundos vão colidir e chegar a um acordo para que nasça uma amizade tão louca, cômica e forte quanto inesperada.

 

http://youtu.be/ksjZQVq-vZ0

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , , , ,

ago 01

Este drama é baseado na autobiografia do jornalista francês Hervé Chabalier. A direção é de Philippe Godeau (estreante), com François Cluzet, Mélanie Thierry, Michel Vuillermoz, Anne Consigny, Eric Naggar e Marilyne Canto.

Hervé, dono de uma agência de notícias que, aparentemente, tem tudo o que deseja. Mas o que poucos sabem é que ele é dependente de álcool. Seus problemas com a bebida fazem com que sua família resolva interná-lo numa clínica de reabilitação. Longe de tudo, Hervé tem que lutar contra o vício para começar uma nova vida e é quando conhece Magali.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , ,