jan 04

Este drama francês é sobre a Aids na década de 1990 e a pressão popular em cima da indústria farmacêutica, venceu o Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes 2017 e mais 19 prêmios internacionais, emociona, é bem dirigido, tem boa atuação do protagonista e um bom roteiro. A direção é de Robin Campillo (Eastern Boys), com Nahuel Pérez Biscayart, Arnaud Valois, Adèle Haenel, Antoine Reinartz, Ariel Borenstein, Félix Maritaud e Aloïse Sauvage.

França, início dos anos 1990. O grupo ativista Act Up está intensificando seus esforços para que a sociedade reconheça a importância da prevenção e do tratamento em relação a Aids, que mata cada vez mais há uma década. Recém-chegado ao grupo, Nathan logo fica impressionado com a dedicação de Sean junto ao grupo.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , ,

jul 14

Este drama argentino, que tem somente 65 minutos, é um filme sobre uma imigrante, mas de uma forma naturalista, delicado, simples, para um público pequeno, tem humor e boas atuações. A direção é de Nele Worlatz (estreante), com Xiaobin Zhang, Saroj Kumar Malik, Mian Jiang e Nahuel Pérez Biscayart.

Xiaobin tem 17 anos e não fala sequer uma palavra de espanhol quando chega à Argentina para encontrar sua família. Alguns dias depois, ela ganha o nome de Beatriz e um trabalho em um supermercado. Sua família cuida de uma lavanderia e vive uma vida completamente isolada dos argentinos e da vida local. Xiaobin/Beatriz consegue guardar algum dinheiro e começa a frequentar um curso de castelhano e passa a testar seu novo idioma nas ruas e acaba conhecendo o indiano Vijay. Quando aprende o tempo condicional na escola, a garota começa a pensar no futuro, no que aconteceria se seus pais soubessem de seu relacionamento com Vijay.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , ,