mar 03

As cinco produções indicadas na categoria melhor filme estrangeiro, do Oscar, são muito interessantes. Confira seus trailers:

.Corpo e Alma – de Ildikó Enyedi, sobre um homem e uma mulher, que são colegas de trabalho, passam a se conhecer melhor e descobrem que sonham as mesmas coisas quando dormem. (Hungria)

.Loveless – de Andrey Zvyagintsev, sobre um garoto de 11 anos que, não é amado, desaparece depois de mais uma briga de seus pais. (Rússia)

.O Insulto – de Ziad Doueiri, sobre um cristão libanês e um refugiado palestino que iniciam um desacordo por um motivo bobo. (Líbano)

.The Square – de Ruben Östlund, sobre um curador de um museu que faz de tudo para promover uma exposição e decide contratar uma relação de relações públicas, porém, isso acaba gerando situações infelizes. (Suécia)

.Uma Mulher Fantástica – de Sebastián Lelio, sobre uma transsexual que deseja ser cantora de sucesso e, por isso, canta em vários lugares na noite, mas depois da morte de seu amor sua vida dá uma guinada. (Chile)

 

Escrito por marcia
Tags: , , , , , ,

fev 04

A cerimônia de premiação da Academia de las Artes y las Ciencias Cinematográficas de España, foi realizada no Marriott Auditorium, na noite de sábado (3/2), em Madri, Espanha. Confira os ganhadores no cinema:

MELHOR FILME
La Librería
MELHOR DOCUMENTÁRIO
Muchos Hijos, Un Mono y Un Castillo 
MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO
As Aventuras de Tadeo 2 
MELHOR FILME IBERO-AMERICANO
Uma Mulher Fantástica (Chile)
MELHOR FILME EUROPEU
The Square (Suécia)
MELHOR CURTA-METRAGEM DE FICÇÃO
Madre 
MELHOR DOCUMENTÁRIO – CURTA-METRAGEM
Los Desheredados 
MELHOR CURTA-METRAGEM DE ANIMAÇÃO
Woody & Woody 
MELHOR DIRETOR
Isabel Coixet, por “La Librería”
MELHOR DIRETOR REVELAÇÃO
Carla Simón, por “Estiu 1993”
MELHOR ATOR PROTAGONISTA
Javier Gutiérrez, por “El Autor”
MELHOR ATRIZ PROTAGONISTA
Nathalie Poza, por “No Sé Decir Adiós”
MELHOR ATOR COADJUVANTE
David Verdaguer, por “Estiu 1993”
MELHOR ATRIZ COADJUVANTE
Adelfa Calvo, por “El Autor”
MELHOR ATOR REVELAÇÃO
Eneko Sagardoy, por “Handia”
MELHOR ATRIZ REVELAÇÃO
Bruna Cusí, por “Estiu 1993”
MELHOR ROTEIRO ORIGINAL
Handia 
MELHOR ROTEIRO ADAPTADO
La Librería 
MELHOR MONTAGEM
Handia 
MELHOR FOTOGRAFIA
Handia 
MELHOR TRILHA ORIGINAL
Pascal Gaigne, por “Handia”
MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
La Llamada, de José Miguel Conejo Torres (Leiva), por “La Llamada”
MELHOR SOM
Verónica 
MELHOR DIREÇÃO DE PRODUÇÃO
Handia 
MELHOR DIREÇÃO DE ARTE
Handia 
MELHOR FIGURINO
Handia 
MELHOR MAQUIAGEM
Handia 
MELHORES EFEITOS ESPECIAIS
Handia 
PRÊMIO HONORÁRIO GOYA
Marisa Paredes

Fonte: site oficial

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

fev 02

Tempo chuvoso é perfeito para assistir filmes em casa – desses que escolhi para esse fim de semana, três concorrem ao Oscar 2018. Divirta-se!

 

Animação 
O Poderoso Chefinho (The Boss Baby), EUA, 2017. Dirigido por Tom McGrath, com vozes no original de Alec Baldwin, Steve Buscemi, entre outros. Um bebê falante que usa terno e carrega uma maleta misteriosa une forças com seu irmão mais velho, e ciumento, para impedir que um inescrupuloso CEO acabe com o amor no mundo. A missão é salvar os pais, impedir a catástrofe e provar que o mais intenso dos sentimentos é uma poderosa força.

Comédia 
O Formidável (Le Redoutable), França, 2017. Dirigido por Michel Hazanavicius, com Louis Garrel e Stacy Martin. Após terminar seu longo e famoso relacionamento com a musa Anna Karina e em meio à fase revolucionária de sua carreira, o célebre diretor e escritor Jean-Luc Godard inicia a produção de seu mais novo filme: A Chinesa, longa que narra a história de um grupo de jovens que tentam incorporar princípios maoístas ao seu cotidiano político. Durante as filmagens ele conhece Anne Wiazemsky e, logo, os dois se apaixonam.

Comédia Dramática 
The Square – A Arte da Discórdia (The Square), Suécia/Alemanha/Dinamarca/França, 2017. Dirigido por Ruben Östlund, com Dominic West e Elisabeth Moss. Christian é um respeitável curador de arte que tenta desesperadamente atrair mais visitantes ao museu que dirige em Estocolmo. Quando seu celular é roubado, ele perde o controle de sua vida, afetando todos ao seu redor e provocando consequências inesperadas.

Drama 
120 Batimentos Por Minuto (120 Battements Par Minute), França, 2017. Dirigido por Robin Campillo, com Nahel Perez Biscayart e Arnaud Valois. França, início dos anos 1990. O grupo ativista Act Up está intensificando seus esforços para que a sociedade reconheça a importância da prevenção e do tratamento em relação a Aids, que mata cada vez mais há uma década. Recém-chegado ao grupo, Nathan logo fica impressionado com a dedicação de Sean, apesar de seu estado de saúde delicado.

Drama Romântico 
Corpo e Alma (Teströl es Lélekröl), Hungria, 2017. Dirigido por Ildiko Enyedi, com Alexandra Borbély e Morcsányi Géza. Uma história de amor que começou em sonho, literalmente. Numa dualidade entre o dormir e o acordar, dois jovens que não se conhecem têm sonhos exatamente iguais, e acabam se encontrando diariamente todas as noites nesse mundo paralelo de fantasia. Quando chega a hora de se encontrarem de verdade, a situação se mostra ainda mais complexa.

Histórico 
O Destino de Uma Nação (Darkest Hour), Reino Unido, 2017. Dirigido por Joe Wright, com Gary Oldman e Kristin Scott Thomas. Winston Churchill está prestes a encarar um de seus maiores desafios: tomar posse do cargo de Primeiro Ministro da Grã-Bretanha. Paralelamente, ele é forçado a costurar um tratado de paz com a Alemanha Nazista que pode significar o fim de anos de conflito.

Policial 
Suburbicon: Bem-Vindos ao Paraíso (Suburbicon), EUA, 2017. Dirigido por George Clooney, com Matt Damon e Julianne Moore. A trama é sobre o mistério de um crime que envolve uma família durante a década de 1950, num subúrbio americano, em que o melhor e o pior da humanidade é refletido através dos atos de pessoas aparentemente comuns. Quando uma invasão de domicílio se torna mortal, uma família de imagem perfeita se submete à chantagem, vingança e traição.

Romance 
Amor e Tulipas (Tulip Fever), EUA/Reino Unido, 2017. Dirigido por Justin Chadwick, com Alicia Vikander, Dane DeHaan e Christoph Waltz. Na Holanda do século XVII, o artista Jan van Loos é contratado para pintar o retrato do casal Sandvoort. Ele imediatamente se apaixona pela jovem esposa do rico comerciante, Sophia. Completamente envolvida no tórrido romance e cansada da existência infeliz ao lado do marido, ela decide fugir de casa para viver o amor.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , ,

jan 04

Esta comédia dramática sueca é sobre a hipocrisia social, que ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes 2017, é provocador, bem dirigido, tem boas atuações e um bom roteiro. A direção é de Ruben Östlund (Força Maior), com Claes Bang, Elisabeth Moss, Dominic West, Terry Notary, Christopher Laesso e Sofie Hamilton.

Um gerente de museu está usando de todas as armas possíveis para promover o sucesso de uma nova instalação. Entre as tentativas para isso, ele decide contratar uma empresa de relações públicas para fazer barulho em torno do assunto na mídia geral. Mas, inesperadamente, isso acaba gerando diversas consequências infelizes e um grande embaraço.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , ,

maio 28

A cerimônia de premiação do Festival de Cannes foi realizada no Palais des Festivals, neste domingo (28/5), em Cannes, França. Confira os ganhadores:

PALMA DE OURO – Melhor Filme
The Square, de Ruben Östlund (Suécia)
MELHOR DIRETOR
Sofia Coppola, por “O Estranho Que Nós Amamos”
MELHOR ATRIZ
Diane Kruger, por “In The Fade”
MELHOR ATOR
Joaquin Phoenix, por “You Were Never Really Here”
GRANDE PRÊMIO
120 Battements Par Minutes, de Robin Campillo (França)
PRÊMIO DO JÚRI
Loveless, de Andrey Zvyagintsev (Rússia)
MELHOR ROTEIRO
Yorgos Lanthimos e Efthimis Filippou, por “The Killing of a Sacred Deer”
Lynne Ramsay, por “You Were Never Really Here”
PRÊMIO DO 70 ANIVERSÁRIO
Nicole Kidman
CÂMERA DE OURO
Jeune Femme, de Léonor Serraille (França)
PALMA DE OURO – Curta-Metragem
Xiao Cheng Er Yue, de Yang Qiu
MENÇÃO HONROSA – Curta-Metragem
Katto, de Teppo Airaksine
OEIL D’Or – Prêmio de Documentário
Faces Places, de Agnès Varda (França)
PRÊMIO ECUMÊNICO DO JÚRI
Radiance, de Naomi Kawase (Japão)

Fonte: site oficial

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , , , , , ,

maio 21

Elisabeth Moss Dominic West posaram no tapete vermelho da première da comédia dramática “The Square”, de Ruben Östlund, na noite de sábado (20/5), durante o Festival de Cannes, realizada no Palais des Festivals, em Cannes, França. Elisabeth usou no evento um vestido da grife Oscar de la Renta. O filme, que não tem previsão de estreia no Brasil, concorre à Palma de Ouro na competição oficial.

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , ,