out 09

A estrela Julianne Moore posou no tapete vermelho da première do drama/mistério “Wonderstruck” (título brasileiro: “Sem Fôlego”), de Todd Haynes, no sábado (7/10), realizada no Alice Tully Hall, em Nova York. A atriz usou no evento um vestido da grife francesa Chanel. A trama, que é baseada no livro do escritor Brian Selznick, é sobre duas crianças que gostariam que suas vidas fossem diferentes. O filme não tem previsão de estreia no Brasil.

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: , , , , ,

maio 18

No segundo dia do Festival de Cannes, estrelas posaram no tapete vermelho da première do drama russo “Loveless”, de Andrey Zvyagintsev, e do drama americano “Wonderstruck”, de Todd Haynes, na noite de quinta-feira (18/5), realizada no Palais des Festivals, em Cannes, França. Confira os looks de Susan Sarandon (com uma roupa Chanel), Robin Wright (com um vestido Michelle Mason), Deepika Padukone (com um vestido Brandon Maxwell), Uma Thurman, Svetlana Ustinova, Michelle Williams (com um vestido Louis Vuitton) Julianne Moore (com um vestido Chanel).

Fonte: JustJared e Elle.com

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

maio 17

Jessica Chastain, Julianne Mooore Marion Cotillard foram clicadas ao desembarcarem no aeroporto, na terça-feira (16/5), em Nice, França. As atrizes participarão do charmoso e importante Festival de Cannes, que começará nesta quarta-feira (17/5). Jessica fará parte do júri oficial; Julianne atua no filme “Wonderstruck”, de Todd Haynes, que concorre à Palma de Ouro; e Marion atua no filme que abrirá o festival, “Les Fantomes D’Ismael”, de Arnaud Desplechin.

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , ,

jul 06

Bart Freundlich e Julianne Moore em LondresA estrela americana Julianne Moore foi flagrada com seu marido, Bart Freundlich, no domingo (3/7), em Londres, Inglaterra. O casal estava passeando pelo famoso bairro londrino Notting Hill. A atriz acabou de filmar no país a sequência da ação “Kingsmen 2”, de Matthew Vaughn, que será lançado em 2017. Antes, Julianne filmou o drama “Wonderstruck”, de Todd Haynes, que deverá estrear também em 2017, mas este teve locações em Nova York.

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , ,

maio 02

Julianne Moore em set de filmagemJulianne Moore foi flagrada no set de filmagem do drama “Wonderstruck”, de Todd Haynes, na quinta-feira (28/4), no centro da cidade de Nova York. A atriz já estava maquiada e com a peruca para se caracterizar de Maria Antonieta, faltava somente o figurino. No elenco tem ainda Michelle Williams no papel principal. A trama é sobre duas histórias contadas simultaneamente: uma se passa com um rapaz no Centro-Oeste americano e a outra com uma garota, cinquenta anos atrás, em Nova York. O filme estreará em 2017.

Fonte: JustJared

Escrito por marcia
Tags: , , , ,

mar 16

Carol - cena do filmeO drama/romance “Carol”, de Todd Haynes, com Cate Blanchett e Rooney Mara nos papeis principais, foi eleito pelo Instituto Britânico de Cinema (BFI) como o melhor filme LGBT de todos os tempo. O filme superou os aclamados pelo público e pela crítica: “O Segredo de Brokeback Mountain”, “Tudo Sobre Minha Mãe” e “Azul é a Cor Mais Quente”. A responsável pela votação, Tricia Tuttle, comentou a eleição do longa: “A vitória de ‘Carol’ nos inspira porque é ótimo ver um filme sobre duas mulheres apaixonadas alcançar tanta proeminência, principalmente pela ausência de conteúdo lésbico no cinema”. “Carol” é baseado no livro da escritora americana Patricia Highsmith, conta a história da socialite Carol Aird, que se apaixona pela balconista Therese Belivet. Confira os dez melhores filmes LGBT da história:

  1. Carol (2015), de Todd Haynes
  2. Weekend (2011), de Andrew Haigh
  3. Felizes Juntos (1997), de Wong Kar-Wai
  4. O Segredo de Brokeback Mountain (2005), de Ang Lee
  5. Paris is Burning (1990), de Jennie Livingston
  6. Mal dos Trópicos (2004), de Apichatpong Weerasethakul
  7. Minha Adorável Lavanderia (1985), de Stephen frears
  8. Tudo Sobre Minha Mãe (1999), de Pedro Almodóvar
  9. Canção de Amor (1950), de Jean Genet
  10. Garotos de Programa (1991), de Gus Van Sant

Fonte: abril.com

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

jan 14

CarolEste drama/romance, baseado no livro homônimo da escritora americana Patricia Highsmith, tem boas atuações das protagonistas, bom elenco, trilha sonora pertinente, boa direção de arte, bom figurino, bela fotografia e bom roteiro com ótimos diálogos. A direção é de Todd Haynes (Não Estou Lá), com Cate Blanchett, Rooney Mara, Sarah Paulson, Kyle Chandler, John Magaro, Jake Lacy, Cory Michael Smith e Kevin Crowley.

A jovem Therese Belivet tem um emprego entediante na seção de brinquedos de uma loja de departamentos. Um dia, ela conhece a elegante Carol Aird, uma cliente que busca um presente de Natal para a sua filha. Carol, que está se divorciando de Harge, também não está contente com a sua vida. As duas se aproximam cada vez mais e, quando Harge a impede de passar o Natal com a filha, ela convida Therese a fazer uma viagem pelos Estados Unidos.

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , , , ,

jan 13

Carol - livroAutor: Highsmith, Patricia 
Tradutor: Grey, Roberto
Editora: L&PM Editores
Páginas: 312
1a Edição: 2015
Assunto: Literatura Internacional

Sinopse: 
Um thriller sobre o amor proibido entre duas mulheres. Therese Belivet vê Carol Aird pela primeira vez em uma loja de departamentos de Nova York, onde trabalha como vendedora. Carol está escolhendo um presente de Natal para a filha e resplandece numa aura de perfeita elegância. Observando-a do balcão, Therese está inteiramente despreparada para o choque de uma epifania erótica e para um amor que será imediatamente condenado por todos. Pois a vida de dona de casa suburbana de Carol é tão imbecilizante quanto o emprego de Therese, e ambas partem para uma jornada sem volta. Segundo romance de Patricia Highsmith (1921-1995) a ser publicado, esta história de obsessão e libertação sexual é um dos mais importantes romances da língua do século XX, embora ainda não totalmente reconhecido. Trata-se claramente do primeiro livro de prestígio a abordar o lesbianismo com certa naturalidade, sob uma atmosfera de suspense que caracteriza todos os trabalhos da autora, mas também com direito diálogos francos, um humor emotivo e personagens enternecedores. Um clássico contemporâneo que cativou milhares de leitores desde sua publicação, em 1952, sob o pseudônimo de Claire Morgan.

Fonte: Livraria Cultura
Importante: A adaptação para o cinema foi lançada em 2015 e dirigida por Todd Haynes, com Cate Blanchett e Rooney Mara nos papeis principais.

Escrito por marcia
Tags: , , , , ,

dez 31

Todd HaynesEste roteirista, produtor e diretor americano, de 54 anos, nasceu em Los Angeles e cresceu em Encino, Califórnia. Em 1978, produziu o curta-metragem “The Suicide”, ainda no High School. Cursou semiótica a Brown University, em Providence, nos Estados Unidos, onde dirigiu seu primeiro curta, “Assassins: A Film Concerning Rimbaud” (1985). Depois mudou-se para Nova York e se envolveu com o cinema independente. Em 1991, estreou no cinema com o longa-metragem “Veneno” e ganhou o Sundance Film Festival com o grande prêmio do júri. Ganhou o Urso de Ouro no Berlim Film Festival 1991, por “Veneno”. Foi premiado no Festival de Cannes 1998, por sua contribuição artística, por “Velvet Goldmine”. Ganhou, como melhor diretor e melhor roteiro, no New York Film Critics Online 2002, por “Longe do Paraíso”. Ganhou o New York Film Critics Circle Awards 2002 e o Independent Spirit Awards 2003, de melhor diretor, por “Longe do Paraíso”. Foi indicado ao Oscar 2003, na categoria melhor roteiro original, por “Longe do Paraíso”. Foi indicado ao Globo de Ouro de 2003, nas categorias melhor roteiro, por “Longe do Paraíso”. Ganhou o Festival de Veneza 2007, nas categorias melhor filme e prêmio especial do júri, por “Não Estou Lá”. Ganhou a Queer Palm no Festival de Cannes 2015, por “Carol”, que é um prêmio patrocinado pela LGBT filmes. Recebeu uma indicação à Palma de Ouro no Festival de Cannes 2015, por “Carol”. Foi indicado ao Globo de Ouro 2016, ao Independent Spirit Awards 2016 e ao London Critics Circle Film Awards 2016, como melhor diretor, por “Carol”. Ganhou o New York Film Critics Circle Awards 2015, na categoria melhor diretor, por “Carol”.

FILMOGRAFIA
1991 – Veneno
1995- Mal do Século
1998- Velvet Goldmine
2002- Longe do Paraíso
2007- Não Estou Lá
2015- Carol

Escrito por marcia
Tags: ,

dez 29

Cate BlanchettA estrela australiana Cate Blanchett anunciou que dará um tempo na carreira em 2016 para ficar com a família. A atriz adotou, no início de 2015, a garota Edith e quer tempo para curti-la, ela já é mãe biológica de três garotos – Dashielle, de 14, Roman, de 11, e Ignatus, de 8 anos de idade – do seu casamento com o dramaturgo Andrew Upton. Cate está cotada a ser indicada ao Oscar 2016 por sua atuação no filme “Carol”, de Todd Haynes. A bela já foi indicada à estatueta dourada por cinco vezes e ganhou duas delas: uma vez na categoria melhor atriz coadjuvante, em 2005, por “O Aviador”; e na categoria melhor atriz, em 2014, por “Blue Jasmine”.

Fonte: abril.com

Escrito por marcia
Tags: , , , , , , , , , ,